quarta-feira, junho 29, 2005

De que planeta vens tu?

Neste fim-de-semana o Arquitecto Saraiva a propósito da visita do Presidente da República à Cova da Moura concluía na sua crónica Política à Portuguesa:

«Na Cova da Moura, dias depois do «arrastão» não era altura para Sampaio falar de xenofobia, racismo, integração ou outras generalidades: era o momento para dizer olhos nos olhos aos imigrantes: "Meus amigos, isto não pode voltar a acontecer. E o Estado Português será implacável se actos como este vierem a repetir-se"».

Já sabíamos pela entrevista dada à revista do seu próprio jornal duas semanas antes que o Arquitecto habita um lugar muito particular - o planeta Saraiva - onde se ganha o Nobel de Literatura com uma vasta obra constituída por 2 livros, onde as mulheres são "enigmas", no qual uma capa que figura a cantora Ágata fica na história (já foi propalado o suficiente o grau de alucinação...). Neste planeta, passadas semanas do assalto na praia de Carcavelos, a "culpa" é dos imigrantes, dando azo a que se publiquem estas alarvidades no editorial do jornal semanal de maior circulação em Portugal. Gosto principalmente do pormenor amistoso de meus amigos para arrematar que ou vocês entram em linha ou serão recambiados (quem sabe, talvez mesmo para... Portugal???).

No Barnabé (que passa um mau momento agora, espero que ainda possa ser ressuscitado..., embora estas metáforas católicas causam alguma celeuma...) encontrei um link para o comunicado da ACIME (Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas) que analisa e sintetiza o que se passou neste "arrastão". Faz muito bem ler. Precisamos, todos, de ser esclarecidos. A poeira teima em assentar e nas conversas de café acabamos, muitas vezes, por ter o mesmo dircurso aqui do Arquitecto.

Neste comunicado a ACIME começa por repudiar «leituras xenófobas e racistas desenvolvidas na sequência dos acontecimentos referidos, nomeadamente na ligação explícita ou implícita entre criminalidade e imigração e minorias. Tal leitura é errada e injusta e corresponde a um preconceito não fundamentado. A criminalidade, como atestam todos os estudos realizados, tem origem em todas as comunidades, em igual proporção, independentemente da sua etnia ou nacionalidade» e solicita que os meios de comunicação social «corrijam, com o necessário destaque, as informações erradas entretanto veiculadas, repondo a verdade dos acontecimentos».

Pode ser que a informação chegue nos próximos milénios ao planeta Saraiva. E ao teu? Já chegou?
Sofia

Comments:
What the fuck is a...
Arquitecto Saraiva?
:)
 
ao planeta agostini as coisas só chegam em fascículos.
 
posso dar-lhe um beijo?
 
- E depois não digam que o Alberto João (o da Madeira) não tem razão!!!!!!!!!
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?