sexta-feira, julho 01, 2005

Divagações XXII

No post mesmo por baixo deste, nos comentários, um anónimo escreveu:
«Vocês têm de arranjar uma boa mulher. Nem muito inteligente nem muito burra. Nem muito nova nem muito velha. Meio termo. Uma que saiba cozinhar.»Conselhos de Saddam Hussein aos guardas norte-americanos que o vigiam.
Os conselhos são brilhantes, considerando o seu autor. Dei por mim a imaginar como seriam os conselhos de outros. Facínoras. Por exemplo, Fidel:
"Vocês têm que arranjar uma mulher que dance bem. Mas se se puser a dançar para os outros, dêem-lhe. Uma que saiba cozinhar"
Milosevic:
"Vocês têm que arranjar uma mulher com sentido de humor. Finjam de vez em quando que a matam. Mas não o façam. Só quando ela achar mesmo que é brincadeira. Não se preocupem com o enterro. Espetem-na num sítio qualquer."
Ou então o Querido Pequeno Grande Super Híper Líder:
"Não se preocupem muito com a vossa mulher. Mas obriguem-na a cozinhar e limpar a casa enquanto tiver forças. Se morrer digam que foram os malditos capitalistas e o enterro fica por minha conta."
Finalmente, George W. Bush:
"Vocês têm que arranjar uma mulher. Uma mulher é aquela coisa que fica ali à entrada e dá luz. Ou à luz. Ou isso. E tem que cozinhar, porque todas as boas mulheres americanas cozinham. Barbecue. Isso. Ou isso."
AR

Comments:
A mulher também pode ser o princípio do fim. Sugere-se uma escolha estudada.
 
AS mulheres são para maltratar.
 
Esse penultimo é o Marques Mendes?
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?