quarta-feira, abril 12, 2006

Divagações XXXVII

O Supremo Tribunal de Justiça, num acórdão publicado na semana passada, considerou que os alegados maus tratos de uma funcionária de uma associação de deficientes, em Setúbal, não foram mais do que 'estaladas' e 'palmadas' razoáveis, indício do tratamento normal de um 'exemplar pai de família'. Para os senhores juízes conselheiros, andar em bater em deficientes é um tratamento, portanto, recomendável e natural e a sua ausência poderia significar falta de atenção e cuidado. Parece-me bem.
Aliás, parece-me tão bem que gostaria aqui de recomendar outros tratamentos exemplares. Por exemplo, choques eléctricos. No caso de deficientes do sexo masculino, choques nos testículos acho que seriam uma boa manifestação amorosa. Ou pequenas descargas amigáveis nos mamílos dos deficientes de sexo feminino. Até, quem sabe, suaves descargas eléctricas quando eles estiverem no banho. Outro tratamento igualmente exemplar seria o tratamento da 'roda', muito em voga na Idade Média. Teria, mesmo, a vantagem de aumentar a altura média dos portugueses. Ou o tradicional chicote com pontas de silício, para revigorar a circulação sanguínea.
Desafio, aliás, os leitores deste blog a deixarem algumas sugestões, a enviar posteriormente aos senhores juízes conselheiros.
AR

Comments:
Os mamilos a que te querias referir são mesmo os do sexo feminino, ou foi um lapso? É que quanto aos testículos não fico com dúvidas :)
 
Olha também me enganei! Eu queria dizer masculino :)
 
Pronto, pronto, pá, já corrigi!
AR
 
Andam confusos, é? Eu posso explicar tudo sobre os passarinhos e as abelhinhas!
LR
 
Sobre os passarinhos não estou particularmente interessado, mas podes discorrer um pouco sobre as abelhinhas ...
AR
 
Vou sugerir aos senhores juízes uma ideia para melhorar a justiça. A justiça tem de ser mais rápida e acho que se pode atingir isso com a mecanização. Por isso proponho, em vez dos martelos que eles usam para abrir e fechar as audiências, MARTELOS PNEUMÁTICOS.
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?